04maio
O fator fake

A postagem desta semana aborda um assunto quem vem causando impactos, e muitos estragos também. São os chamados perfis fakes. Essas figuras que têm como aspecto a divulgação de fatos inexistentes, distorção de fatos reais, manipulação de resultados e, claro, a degradação de desafetos vêm ganhando a atenção, a preocupação de especialistas de diversas áreas e pondo em cheque a veracidade de acontecimentos e as mensurações de resultados.

Vivemos em um mundo em que as informações estão cada vez mais efêmeras e velozes. O ritmo com o que as coisas vão acontecendo é alucinante e proporciona essa prática farsante. Há verdadeiras “fábricas de fakes” com sistemas de automação impressionantes. Há toda uma tecnologia sendo desenvolvida para burlar a realidade. E isso tudo acontece pela alta demanda por esse tipo de serviço.

Para se ter uma ideia, há um temor de que os exércitos de fakes possam influenciar diretamente nas eleições que acontecerão no próximo mês de outubro. Vejam só a que nível chegamos?! Esse mesmo movimento já foi identificado há quatro anos, durante as eleições de 2014.

Nesse contexto, engana-se quem pensa que os fakes estão influindo apenas no campo da política e do cotidiano. Nessa onda, surgem os aproveitadores de primeira hora, que tentam tirar proveito de empresas e marcas que investem pesado nas redes sociais para engajamento orgânico de seus respectivos seguidores.

Perfis de influencers que ostentam milhões e milhares de seguidores podem – vejam bem, podem – esconder um verdadeiro batalhão de fakes que estão sincronizados a “interagir” de modo genérico e sem qualquer tipo de engajamento. Há de se ter, a partir de agora, todo um cuidado na hora de ativar perfis para ações com mega influenciadores. Isso ajudará a evitar fraudes e prejuízos.

Para ilustrar bem esse assunto, o portal Meio Mensagem fez no mês passado uma postagem, assinada por Luiz Gustavo Pacete, que trata detalhadamente deste assunto que tem impacto direto nas ações de marcas e empresas. Para ler o post, clique aqui.